Tempo de olhar, tempo de enxergar, tempo de agir!

Quanto tempo você tem?

O tempo é o recurso mais democrático que existe. Todos nós temos o mesmo tempo. Vinte e quatro horas no dia. Tempo de relógio! Mas e o nosso tempo interno? É igual para todo mundo? Não! Dizem aqui que: Só faz quem não tem tempo. Quem tem tempo “enrola”. É muito impressionante o que é possível fazer com esse que é o Senhor dos Senhores: O Tempo! E ele é Senhor dos Senhores porque não negocia. Não ajeita as coisas para nós. Não doa um pouco mais, nem retira um pouco do que temos.

O Tempo não negocia! Vamos lá. Reflita. Diga a você mesmo: O que você pretende fazer com o seu Tempo na próxima hora, período, mês, ano? Você verá como o seu Tempo pode ser um Tempo de refletir, saber ou fazer. Lembre-se: cada momento que você não viveu não acontece mais, cada decisão não tomada não passará a ser uma decisão, cada risco não assumido não gerará resultados.

Estamos em um momento onde as coisas acontecem muito rápido e muitas dessas coisas engatam em outras e ficamos atordoados com a quantidade de mudanças que se mostram sem freio, sejam sociais, culturais, econômicas, políticas, tecnológicas, entre outras. Se notarmos bem, todas elas se interconectam e desaguam nas questões individuais, comportamentais e às relações entre as pessoas.
Será que ainda temos Tempo para não olhar para tudo que vem acontecendo do nosso lado? E se estamos olhando, estamos enxergando em que realmente devemos atribuir valor? E se estamos enxergando, como estamos agindo em relação a tudo isso?

Já não dá mais para considerar que somente nosso modelo conhecido de pensar as trocas monetárias como forma de sobrevivência serão sustentadas “para sempre”.
Nosso propósito aqui é conseguirmos olhar, enxergar e agir de acordo com aquilo que somos nesse emaranhado de conectividade e interconexões entre os vários temas e nos manter de forma sustentável emocionalmente na integridade do nosso Ser e nas relações de troca (de atividades, produção ou compartilhamento de saberes) de forma que possamos nos posicionar no mundo frente a tantas mudanças de forma saudável física, espiritual e psiquicamente.
Nosso tempo está curto! Nossa vida está rica em mudanças e em transição num mar de oportunidades. Vamos usar nosso Tempo de forma saudável.

Se você está vendo uma oportunidade:
– Dê valor à sua percepção, não a deixe passar;
– Trabalhe no assunto, pesquise, busque mais informações;
– Converse com pessoas de sua área de interesse;
– Fique atento;
– Esteja aberto;
– Escreva os pontos principais que discutiu, suas percepções e possíveis ações.

Não fique esperando que coisas aconteçam para você começar. Se você já começou a ver, as coisas já começaram a acontecer!

Há um outro ponto muito interessante em relação ao Tempo que é a não linearidade sobre os acontecimentos. Isso é muito importante porque muitas vezes temos uma forte impressão que assuntos precisam ser finalizados ou resolvidos para que outros possam ganhar nossa atenção e consequentemente investirmos Tempo em outra coisa.
Precisamos aprender que nem sempre é assim. Mas essa é uma outra questão em relação ao Tempo que ainda exploraremos em nossas conversas. Por hora te convido a sentir como funciona o seu Tempo externo e interno.

Um abraço e um ótimo Tempo para você nos próximos ciclos da sua vida!