Vaga de trabalho

O conceito de emprego já tem mudado há muito tempo e quem não acompanhar essa mudança pode entender que o trabalho é inviável ou escasso. Conhecer as habilidades e fazer dinheiro com elas é uma forma de trabalho que ainda parece estranha para muita gente.

Ainda se espera por uma instituição que dê validação para as próprias competências. Muitas vezes a necessidade faz com que as habilidades apareçam (ainda bem, mesmo que seja por necessidade, já é alguma coisa).

Mas não é necessário que a vida fique difícil para que possamos nos descobrir e desenvolver habilidades. Ganhos podem ir além, podem querer dizer: satisfação, troca, contribuição para a sociedade, cuidar da nossa casa comum, cuidar da nossa paz interior, entre muitos outros ganhos.

A inspiração, dedicação e transpiração podem trazer autoconfiança e a segurança de que ninguém vai te tirar aquilo que é seu. Há esperança. O futuro pode ser muito bom!

Quando diminuímos a necessidade de validação externa sobre aquilo que produzimos, estamos nos apropriando de algo que é nosso. Acreditando que não há alternativas além da validação de outros sobre as nossas capacidades, ficamos reféns de crises, de valores que não são os nossos, de intempéries de humor, de necessidade constante de provar competência, etc…

Precisamos aprender a nos conhecer e validar nossas próprias capacidades.

Independentemente se há ou não há emprego… há vaga para trabalho.

Nós só podemos entender esse conceito e nos candidatar para as “Vagas de Trabalho” se mudarmos nosso “Modelo Mental” de que só podemos nos manter se nos oferecerem emprego e validação.

Nos manter significa: nos manter financeiramente e saudáveis (física, emocionalmente e mentalmente). As empresas e instituições são “Um dos caminhos”, há muito tempo atrás eram “O caminho”. Vamos enxergar isso como uma mudança natural e até (porque não dizer) uma boa mudança.

Essa visão de vários novos modelos nos dão a possibilidade de descobrirmos habilidades diferenciadas, de nos conhecermos melhor, de nos sentirmos capazes de nos manter.

Pense como o futuro pode ser interessante diante da diversidade de pontos de vista, de novas capacidades, de novas interpretações sobre os mais diversos assuntos, de criações imaginativas, de comunicação mais ampla e de interação interpessoal.

Todas as áreas profissionais têm caminhos diferentes dos já conhecidos.

Se desafie a buscar o que pode haver de novo na sua área (ou em outras áreas) em novos modelos de atuação. Assim, você poderá encontrar emprego (ou não), mas trabalho com certeza encontrará.